Quer saber o que é o Informe de Rendimentos e qual é a sua finalidade? Nos acompanhe neste conteúdo e entenda tudo sobre o informe de rendimentos para Pessoa Jurídica e tenha a resposta para suas maiores dúvidas sobre este tema!

O que é Informe de Rendimentos?

Esta expressão é muito escutada quando se aproxima hora de fazer a declaração de Imposto de Renda, pois um está ligado ao outro. O Informe de Rendimentos de Pessoas Jurídicas trata-se de um documento que irá mostrar os rendimentos que você recebeu de determinada pessoa jurídica. Este documento deve ser fornecido pela fonte pagadora, ou seja, a empresa que fez o pagamento.

A finalidade deste documento é servir como base para fornecedores de serviços declararem o Imposto de Renda.

Outra finalidade do documento é servir de prova para que o fornecedor obtenha benefícios como o abatimento no Imposto de Renda Pessoa Jurídica (IRPJ) a ser recolhido.

A análise dessas informações precisam estar na ponta da caneta da empresa. Se a sua empresa está com a carga tributária sem supervisão, fique atento, pois podem estar pagando tributos indevidamente.

Para evitar os excessos tributários é muito importante que as empresas busquem um planejamento tributário e façam sempre a revisão para pagamento de tributos, evitando pagamentos a maior que podem prejudicar o caixa da empresa.

Qual a finalidade do informe de rendimentos?

Para fazer a declaração anual do Imposto de Renda, o informe é o documento exigido para que prestadores de serviço comprovem os seus rendimentos. As fontes pagadoras, ou seja, as empresas são obrigadas a elaborar e entregar o informe de rendimentos ao prestador de serviço.

Vale lembrar que o documento precisa ser entregue até o último dia útil do mês de fevereiro.

É através do informe que a Receita Federal irá verificar a veracidade das informações prestadas.

A Receita irá cruzar as informações repassadas pelos fornecedores de serviços com os conteúdos despachados pelas pessoas jurídicas.

Este cruzamento de informações é uma etapa séria e pode resultar em muitos prejuízos para a empresa caso seja averiguado que o imposto não foi recolhido no valor devido.

Mais uma vez, ressaltamos a importância do planejamento tributário para controle e planejamento no pagamento de tributos evitando não só pagamentos desnecessários, mas garantindo que toda a receita tributável será paga evitando o pagamento de multas ou até mesmo a condenação por sonegação fiscal.

Fique atento!

As empresas e pessoas que recebem pelos seus serviços precisam se atentar na hora de fazer a declaração anual, busque informação junto à sua fonte pagadora para não ficar prejudicado na hora de fazer a declaração de imposto de renda.

Precisam fornecer o Informe de Rendimentos: os planos de saúde, INSS, bancos e até mesmo as corretoras de investimentos. Como dissemos, existe a necessidade de declarar não apenas para justificar e pagar o imposto, mas também para se valer de benefícios tributários.

E o MEI, como fica?

O Microempreendedor Individual – MEI tem sua Declaração específica, a Declaração Anual do Simples Nacional do MEI – DASN-SIMEI.

O prazo final para esta declaração vai até o dia 31 de maio de cada ano e a finalidade é informar o quanto o MEI faturou no ano anterior.

Portanto, o MEI também precisa ficar atento e buscar o informe de rendimentos de pessoa jurídica, caso receba pagamentos referentes a serviços prestados.

Agora você já sabe o que é o informe de rendimentos e qual é a sua finalidade tributária, em caso de dúvidas, busque um advogado tributário e faça o planejamento dos tributos da sua empresa.

A Monticelli & Pessoa atua há mais de 10 anos na defesa dos interesses de empresas de pequeno, médio e grande porte. Conte com a nossa expertise para criar alternativas inovadoras para o desenvolvimento na estruturação jurídica da sua empresa.