Saber gerenciar sua empresa em momentos de crise é fundamental para o sucesso do seu negócio. Hoje vamos mostrar ferramentas para ajudar sua empresa a lidar melhor com esses momentos e evitar um processo de falência.

Se a sua empresa está passando por esta fase busque o auxílio de um Advogado de sua confiança para ajudar a sua empresa a aplicar as ferramentas que mostraremos e muitas outras previstas em legislação.

Detectar o erro é essencial 

Antes de tomar qualquer medida para remediar o problema foque em identificar quais são os pontos fracos que estão atingindo a saúde financeira da sua empresa.

Este é o momento de traçar estratégias junto ao gestor para minimizar os impactos e estabelecer quais são as consequências reais daquele problema. 

Identificando corretamente as consequências do problema, será mais fácil identificar as ferramentas que precisam ser adotadas.

Fazer cortes será necessário

Sempre que uma empresa passa a não conseguir arcar com os seus compromissos financeiros, significa que o caixa não está batendo com as despesas da empresa.

Cortes são fundamentais, mas precisam ser muito bem pensados para que não haja consequências prejudiciais para a empresa. 

Existem economias mais simples como viagens a negócios, despesas de água, luz, etc. 

Agora, em momentos mais complicados a empresa pode precisar fazer cortes mais severos como fornecedores, prestadores de serviço, empregados. Todos esses cortes precisam ser analisados não apenas sob o ponto de vista administrativo, mas, também, sob o ponto de vista legal.

Se a sua empresa já possui processo judicial de cobrança ou mesmo execução fiscal, a atenção deverá ser redobrada. Estratégias de negociação como acordo e parcelamento precisam ser adotadas de forma urgente para evitar a penhora dos bens da empresa ou até mesmo dos bens dos titulares da empresa, em casos mais graves (como processos trabalhistas).

Reforçamos a necessidade de contar com um Advogado para a análise de contratos e identificação de estratégias corretas para evitar prejuízos.

Negociação de débitos 

Se a sua empresa já está com muitos débitos pendentes uma das estratégias que podem ser adotadas é a negociação.

Empresas privadas e públicas possuem formas de negociação de dívidas que podem ajudar a empresa a tomar fôlego e evitar a falência.

Empresas que possuem a carga tributária muito alta precisam ter atenção redobrada.  Uma solução inteligente para identificar tributos cobrados indevidamente é o planejamento tributário. 

Este planejamento é elaborado por um Advogado Tributário e trata-se de um aliado importante no combate às dívidas tributárias da empresa.

O processo de Recuperação Judicial pode ser uma alternativa

A Recuperação Judicial é um Processo Judicial para evitar a falência da empresa. 

Regulamentado pela Lei nº 11.101/2005, o intuito deste processo é evitar um processo mais gravoso, qual seja o da falência da empresa.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a recuperação judicial existe para que uma empresa possa recuperar a sua saúde financeira e possa voltar ao mercado em boas condições financeiras.

A finalidade da recuperação é a reestruturação das dívidas perante os credores, visando o adimplemento das obrigações da empresa.

Dentro deste processo será nomeado um administrador judicial e deverá ser apresentado um plano para a reestruturação da empresa.

Serão realizadas várias etapas para melhorar a saúde da empresa visando o adimplemento das obrigações por meio da negociação das dívidas. 

Essas foram nossas dicas para evitar a falência da sua empresa.

O primeiro passo, para colocar em prática qualquer dessas alternativas é consultar um Advogado para identificar corretamente quais medidas devem ser adotados pela empresa para o melhor resultado.

A Monticelli & Pessoa atua há mais de 10 anos na defesa dos interesses de empresas de pequeno, médio e grande porte. Conte com a nossa expertise para criar alternativas inovadoras para o desenvolvimento na estruturação jurídica da sua empresa.